2 de janeiro de 2018

Filmes mais esperados de 2018


E os filmes mais aguardados de 2018 são:

1 - Ready Player One, de Steven Spielberg
2 - The Irishman, de Martin Scorsese
3 - Annihilation, de Alex Garland
4 - The Shape of Water, de Guillermo del Toro
5 - Wonderstruck, de Todd Haynes
6 - Phantom Thread, de Paul Thomas Anderson
7 - Todos lo Saben, de Asghar Farhadi
8 - The Man Who Killed Don Quixote, de Terry Gilliam
9 - All the Money in the World, de Ridley Scott
10 - First Man, de Damien Chazelle

E ainda: Happy End (de Michael Haneke), The Post (de Steven Spielberg), 15:17 to Paris (de Clint Eastwood), Lady Bird (de Greta Gerwig), The Florida Project (de Sean Baker), The House that Jack Built (de Lars Von Trier), The Women of Marwen (de Robert Zemeckis), Radegund (de Terrence Malick), Call Me By Your Name (de Luca Guadagnino) e Three Billboards Outside Ebbing, Misouri (de Martin McDonagh).

Melhores filmes de 2017



1 - Coco, de Lee Unkrich e Adrian Molina
2 - Blade Runner 2049, de Denis Villeneuve
3 - Perfetti Sconosciuti (Amigos Amigos, Telemóveis à Parte), de Paolo Genovese
4 - La La Land, de Damien Chazelle
5 - Manchester by the Sea, de Kenneth Lonergan
6 - Toni Erdmann, de Maren Ade
7 - Moonlight, de Barry Jenkins
8 - Fences (Vedações), de Denzel Washington
9 - The Lost City of Z (A Cidade Perdida de Z), de James Gray
10 - Dunkirk (Dunquerque), de Christopher Nolan

4 de janeiro de 2017

Filmes mais esperados de 2017


E agora os filmes mais esperados de 2017, encabeçados pelo Silêncio de mestre Scorsese. Embora desgoste de sequelas e prequelas, são incontornáveis as de Blade Runner, Alien e Trainspotting.

1 - Silence, de Martin Scorsese
2 - Dunkirk, de Christopher Nolan
3 - Blade Runner 2049, de Denis Villeneuve
4 - Alien: Covenant, de Ridley Scott
5 - Happy End, de Michael Haneke
6 - The Kidnapping of Edgardo Mortara, de Steven Spielberg
7 - Trainspotting 2, de Danny Boyle
8 - Weightless, de Terrence Malick
9 - Rules Don't Apply, de Warren Beatty
10 - The Belko Experiment, de Greg MacLean

Além destes, ainda (pelo menos) «La La Land», de Damian Chazelle, «Manchester by the Sea», de Kenneth Lonergan, «Moonlight», de Barry Jenkins, e «Split», de M. Night Shyamalan.

Melhores filmes de 2016


E cá está a lista anual dos 10 melhores filmes estreados em Portugal em 2016.

1 - The Revenant: O Renascido, de Alejandro González Iñarritu
2 - Quarto, de Lenny Abrahamson
3 - Os Oito Odiados, de Quentin Tarantino
4 - Brooklyn, de John Crowley
5 - Kubo e as Duas Cordas, de Travis Knight
6 - O Primeiro Encontro, de Denis Villeneuve
7 - Sing Street, de John Carney
8 - Deadpool, de Tim Miller
9 - Green Room, de Jeremy Saulnier
10 - Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, de David Yates

Dos não estreados, referência especial para os excelentes «Perfeitos Desconhecidos» (do italiano Paolo Genovese) e «Hunt for the Wilderpeople» (do neo-zelandês Taika Waititi).

1 de janeiro de 2016

Filmes mais aguardados de 2016


E depois dos melhores de 2015, os filmes mais esperados de 2016. À cabeça, o novo filme do mexicano Inãrritu, um dos melhores cineastas em actividade. A seguir, o muito elogiado «Carol», com uma dupla feminina de arrasar. Teremos também um novo Tim Burton, cujo universo parece encaixar na perfeição com a adaptação do livro de estreia de Ransom Riggs, a última Palma de Ouro de Cannes e os mais recentes filmes dos excelentes Jeff Nichols e Denis Villeneuve. Promete muito também a história de Edward Snowden revisitada por Oliver Stone, assim como a sequela do genial «À Procura de Nemo», com a impagável Dory. Last but not least, a adaptação de «Arranha-Céus», de J.G. Ballard, recentemente publicado em Portugal pela Elsinore, e o novo filme do realizador do pungente «A Estrada», com um elenco fenomenal. 

1 - Revenant - O Renascido, de Alejandro González Iñarritu
2 - Carol, de Todd Haynes
3 - Miss Peregrine's Home for Peculiar Children, de Tim Burton
4 - Dheepan, de Jacques Audiard
5 - Midnight Special, de Jeff Nichols
6 - Story of Your Life, de Denis Villeneuve
7 - Snowden, de Oliver Stone
8 - Finding Dory, de Andrew Stanton
9 - High Rise, de Ben Wheatley
10 - Triplo 9, de John Hillcoat

Não esquecer ainda os que transitam do ano anterior por se terem atrasado: «Silence», de Scorsese, «O Cavaleiro de Copas», de Terrence Malick, «The Lobster» (Yorgos Lanthimos) e «The Secret Scripture» (Jim Sheridan).

Melhores filmes de 2015



A habitual lista dos dez melhores filmes de 2015, liderada pelo brilhante «Birdman», visionado quase há um ano. Três foram vistos nos últimos dias, in extremis para entrar na lista, incluindo um dos melhores filmes de animação dos últimos tempos, mais para pais do que para filhos. 

1 - Birdman, de Alejandro González Iñarritu
2 - O Sal da Terra, de Wim Wenders/Juliano Ribeiro Salgado
3 - Divertida-mente, de Pete Docter
4 - Whiplash, de Damien Chazelle
5 - Mad Max - A Estrada da Fúria, de George Miller
6 - Sicario, de Dennis Villeneuve
7 - Perdido em Marte, de Ridley Scott
8 - The Walk, de Robert Zemeckis
9 - Relatos Selvagens, de Damián Szifron
10 - Cobain: Montage of Heck, de Brett Morgen

5 de junho de 2015

Ex-Machina (2015), de Alex Garland



O que aconteceria se um andróide dotado de inteligência artificial tomasse consciência? Não é uma novidade nos caminhos da ficção, palavrosa ou imagética, mas o pressuposto da estreia na realização de Alex Garland traz resultados francamente interessantes. Passado num ambiente asséptico, «Ex-Machina» triunfa ao escolher um olhar enxuto que encaixa muito bem no fino suspense que embrulha uma reflexão sobre o ser humano, sobre o desejo e sobre a liberdade. Qual é o oposto de comédia romântica? Talvez esta ficção científica anti-romântica. 7,5/10

Tomorrowland - Terra do Amanhã (2015), de Brad Bird


Bons efeitos especiais? Sim. Mensagem optimista-ecologista-didáctica-idealista? Confere. Cenas de acção e partes humorísticas? Iá. Mas, no fundo, «Tomorrowland» é uma espécie de «Spy Kids», sem verdadeiro interesse para o público adulto. Coisas que valem a pena: os primeiros 10 minutos e a loja Blast from the Past, além da boa banda sonora de Michael Giacchino. Fica-se com a sensação de que seria em animação que o filme resultaria realmente. Foi pena, porque Brad Bird é o autor de «The Incredibles» e «Ratatui». Ai aquele final: parecia mesmo um anúncio da United Colors of Benetton. 6/10

19 de fevereiro de 2015

Relatos Selvagens (Relatos Salvajes, 2014), de Damián Szifron



Um prólogo e mais cinco histórias de vingança raivosa, dementes com insistência, cheiinhas de humor negro. Seja numa banal disputa na estrada, nos meandros de uma empresa municipal de reboques, ou em plena boda, assistimos ao hilariante desfile das emoções humanas e das possibilidades que a ficção dá para melhor patentear o real.
É surpreendente, pois não estamos habituados a levar com tanta corrosão nos olhos e, ainda por cima, nos rirmos disso bem alto. O Óscar de Melhor Filme Estrangeiro espreita, e se o levar para casa é muito bem feito. Deliciem-se com esta versão sul-americana e envenenada das saudosas «Amazing Stories» que Spielberg criou nos anos 80.

8 de fevereiro de 2015

Whiplash (2014), de Damien Chazelle


There are no two words in the English language more harmful than «good job». «Whiplash» é um poderoso filme sobre a importância de ter alguém que nos leve aos limites. Ah, e como o cabrão do professor leva aos limites o jovem mas determinado Andrew, cujo sonho é ser o novo Charlie Parker... E como é intenso ver alguém a transcender-se para deixar a sua marca. Os últimos 10 minutos, com Andrew a regressar ao palco e a tocar até ao genérico final, é uma das melhores sequências de boxe da história do cinema, mas aqui é uma bateria que está entre os dois lutadores. E apesar de haver um vencedor, acho que os dois ficaram KO.